terça-feira

Não aguento quando...

Existe uma página no facebook chamada Não aguento quando que mostra as incoerências do machismo e a infinidade de regras em que somos guiadas.
As imagens geram bastante discussões boas e abrem a mente para novas ideias e novos questionamentos.
E se tem uma coisa que eu gostei muito de aprender nesses últimos meses é olhar as coisas com uma outra visão, de um ângulo diferente. Quantas vezes eu fiz e pensei em coisas sem me questionar e sem buscar um motivo.

Eu queria trazer um pouco da minha visão sobre as imagens e gerar algumas discussões entre vocês com vocês mesmas. Afinal, o feminismo me fez ter várias DRs internas e assim fui descobrindo um outro eu. Um eu mais humano e mais empático.


Aí está uma das coisas que eu falava. Muitas vezes eu julgava algo como sendo de "mulherzinha" como se ser mulher fosse algo ruim e humilhante.
Além desse preconceito contra a mulher, ao falar isso as pessoas impedem os homens de chorar, já que o homem que chora é fraco, é uma mulherzinha, é um viadinho.
O feminismo quer libertar os homens também dessas regras inúteis gerando pessoas preconceituosas que julgam e denigrem umas as outras.
Chorar não é coisa de mulherzinha. Chorar é HUMANO e não precisa ter vergonha disso.


Geralmente nossas avós e mães tendem a pensar assim. Na época delas não era tão comum que mulheres trabalhassem fora e portanto as tarefas domésticas ficavam com elas. O que era injusto pois elas trabalhavam 24 horas por dia 7 dias por semana sem folga, feriados e salário.
Mas hoje as coisas mudaram, mulheres trabalham e também chegam cansada. Infelizmente mais da metade ainda chega em casa e faz tudo sozinha. Os companheiros não aprenderam em casa que deviam ajudar e acham que é obrigação da mulher fazer tudo. Gostaria de saber de onde tiraram que tarefas domésticas são exclusividades femininas. Todos sujam, todos deveriam limpar.


Ainda em 2013 ouço machistas falando que mulheres engravidam para segurar homem ou para casar.  Mas também ouço machistas falando que as mulheres querem acabar com a família pois não querem ter filhos. Aí está uma incoerência do machismo. Primeiro, nenhuma mulher acredita que filho segura alguém. Se acredita deve ser muito inocente. Segundo, somos tão independentes hoje em dia que até para fazer filhos não precisamos de mais ninguém e terceiro, a maioria não quer ter filhos. Não que sejamos contra a família, mas o filho acaba sempre sendo responsabilidade da mulher e um "peso" apenas pra ela. Falta divisão de tarefas aqui também, portanto, quem quer acabar com a família são os homens que não cooperam com nada, dão uma pensão e já acham que fazem muito. Filhos gastam muito mais do que qualquer pensão e precisam de afeto, educação e valores. Não apenas de um dinheiro a cada mês.


Não, não é normal homem trair, não é instinto, não é uma aventura passageira, a culpa não foi sua por ele procurar na rua o que não tinha em casa, não foi culpa da "vagabunda" que se jogou em cima dele.
Existem muitas desculpas para uma traição, mas nenhuma delas é verdadeira. Uma pessoa que trai não é de confiança, não tem caráter e não é normal. Se a relação está ruim é simples, termine. Nada mais sujo que manter algo que não quer e ainda por cima tripudiar em cima da pessoa. Não deixe que essas desculpas esfarrapadas se tornem corriqueiras e não deixe seu companheiro te manipular e te culpar.


Piadinha NADA. Muitas mulheres se sentem pressionadas quando estão dirigindo com um homem ao lado e muitas são reprovadas em exames apenas por serem mulher.E depois quando fazem essa piada e não rimos dizem que somos mal humoradas. O fato é que esse tipo de piada contribui e muito para a perpetuação do machismo e por ser dita tantas vezes vira uma verdade.
Esses dias li um relato de uma menina que não conseguia mais dirigir por culpa do pai que menosprezava ela e as irmãs, emprestava o carro apenas para o irmão pois ele sim levava jeito com o carro. Como se guiar um carro fosse a coisa mais difícil do mundo e não uma coisa automática e que melhoramos com a prática.
Além de ser fácil dirigir, estudos e pesquisa mostram que a maioria dos acidentes são causados por homens e pasmem, a maioria das brigas de trânsito também. E isso porque nós é que somos seres emocionais e descontrolados e eles são racionais! Santa incoerência machista.


Muitos machistas falam que as feministas não pagam entrada em balada, não dividem a conta e que adoram ganhar presentes. O que eles não sabem é refletir sobre o que dizem.
Mulheres pagam menos em baladas e barzinhos pois são usadas como chamariz. Que homens iriam a uma balada onde não tivessem seus objetos sexuais a disposição, não é mesmo?
Acho extremamente machista esse tipo de sistema de bares. E quer saber mais? Algumas vezes as mulheres dividem a conta, em outras não e em outras pagam tudo sozinha e não se importam com isso. Vai do momento. Se alguém insiste muito em pagar tudo, se alguém está mal de grana e se ela esta mal de grana. Não precisamos de alguém para me bancar em tudo para poder sair, afinal trabalhamos. E se alguém começa a pagar tudo se sente no direito de exigir coisas que não somos obrigadas a fazer. E ainda que alguém pague a conta de uma mulher, não pode cobrar nada em troca.
Dos presentes nem comento nada, pois nunca vi uma namorada que não compra cds, jogos, roupas e perfumes. Presentes são uma troca de carinho, não sabia que alguns homens davam apenas para cobrar depois.
E sobre homens abrirem a porta do carro, empurrarem a cadeira .. acho desnecessário. Não gosto dessa maneira de tratar as mulheres como se fossem frágeis e incapazes. Mas essa é a minha opinião. Assim como tem homens que curtem fazer isso tem mulheres que devem curtir receber essas "delicadezas". 


Além de crescerem, os estupros estão cada vez mais sendo banalizados. E geralmente a mulher é a culpada. Seja pela roupa, seja porque bebeu, seja porque estava em um lugar errado a mulher é vista como a culpada e não a vítima.
Recentemente duas adolescentes foram estupradas por nove integrantes de uma banda chamada "New Hit". A PM que socorreu as jovens disse que as meninas chegaram na delegacia transtornadas. Uma delas balançava a cabeça sem parar, chorava. Fizeram o exame ginecológico e comprovaram o estupro (quando existe o sexo forçado a vagina fica machucada e com cortes por dentro). E sabe o que as pessoas falaram? Que elas pediram, que onde já se viu uma fã pedir autógrafo de um ídolo dentro de um ônibus, que elas eram jovens e deveriam estar em casa (como se nunca saíssem quando eram adolescentes), que a roupa delas era curta, que elas não deveriam gostar desse tipo de música, que elas querem e dinheiro.
Poucas pessoas percebem que para uma mulher denunciar um estupro é difícil, que carregar esse estigma por toda a vida é terrível e que foi corajoso da parte delas, ainda tão jovens, denunciar nove pessoas famosas e sendo uma um policial. Corajosas que não querem dinheiro e sim justiça.
Claro que esse estupro faz parte dos 15%, cometidos por desconhecidos. 85% dos estupros são parentes, companheiros e amigos da vítima. Vítima essa que não bebeu muito, nem usou a roupa curta, nem (insira aqui uma desculpa idiota). E aí, como fechar os olhos pra isso? Será mesmo que a cultura do estupro não existe?


Definitivamente eu e muitas mulheres detestamos essas cantadas.
Por mais que exista um mito dizendo que as mulheres se sentem bonitas quando ouvem, não faça isso.
Tudo bem, quer olhar, olhe. Não posso impedir ninguém a olhar e é bem capaz de nenhuma mulher perceber seu olhar insignificante e ficar braba. Mas não me venha com os tais "elogios". É terrível ter que ouvir "gostosa" "quero te chupar todinha" "delicia" "Ô lá em casa" entre outras frases nojentas que nem quero escrever. Acho uma falta de respeito gigante e quando a gente acaba xingando ou mandando calar a boca, de linda e gostosa, passamos a ser vadias desgraçadas, vacas que se acham, etc. Será que posso exercer meu direito de ir e vir sem ser desrespeitada? Será que os machinhos conseguem se conter ao ver uma mulher? Acho que sim, né?! Não estamos pedindo uma coisa de outro mundo. Só queremos caminhar em uma rua em paz. Mexer com uma mulher na rua não é legal. É invasivo, é desrespeitoso e todas tem o direito de andar como quiserem (roupa, maquiagem, salto, desacompanhada) sem serem ofendidas com os elogios.
O pior é que eles sempre dizem que não tem nada demais essas cantadas. Eu queria ver se algum homem recebesse uma cantada e certos olhares de um homossexual se ele iria gostar. Ou se ele acharia normal se sua namorada recebesse esses elogios. Só com esses exemplos esdrúxulos que consigo fazer com que alguns tenham empatia. E nem vou comentar sobre homens que encoxam, passam a mão e acham que isso é aceitável. Deveria ser mais divulgado a nova lei que caracteriza isso como estupro. Quem sabe assim esses homens parassem de oprimir as mulheres.


Assim como "mulher não sabe dirigir" e "lugar de mulher é na cozinha" essa piadinha da loira burra se tornou uma verdade. Tendo na TV mulheres que fazem papéis de burras (afinal é o que o público masculino deseja) e ouvindo essas piadas ao longo da vida, percebi que se tornou natural taxar mulheres loiras de burras. Mas claro, não é uma verdade.
Só que graças a isso muitas mulheres não são contratadas em empregos. Muitas tem qualificações, tem experiencia para o cargo só que acabam sendo descartadas. E muitas outras acabam tendo propostas nojentas para conseguir o emprego.
Além disso, na música do Gabriel o pensador ele deixa bem claro no final que estava criticando todas as mulheres que são interesseiras (que existem porque existem homens interesseiros). Não que eu apoie esse tipo de relacionamento, mas, se ele não curte essas mulheres, como diz que pegaria uma loira burra? Coerência pra que, né? Mas isso fica para um outro post.


A opinião de uma mulher não é levada a sério. Em uma roda de amigos já percebi muito isso. Uma mulher fala algo e não tem tanta atenção mas se um homem fala exatamente a mesma coisa tem a atenção de todos.
E a opinião dela é mais diminuída ainda se ela estiver irritada. "Não liga não, é TPM" é uma frase que desestimula e que desmotiva muito. Homens se irritam por n motivos, mas as mulheres não. Ou elas estão de TPM ou são histéricas mal comidas. Tensão pré menstrual é diferente para cada mulher e cada mulher tem uma diferente a cada mês. Os hormônios mudam nosso humor sim, mas nem tudo é por causa da TPM e todos deveriam pensar assim.
Nós também nos irritamos, também temos nossa opinião e também temos nossas críticas.


Bom, como eu disse acima, é só reparar em uma roda de amigos e você verá claramente a diferença. E não só falam muito mais como falam muito alto.
Já vi muitos falando que não conversam com mulheres porque elas só tem os mesmos assuntos, só falam de liquidação, filhos e maquiagem. Injusto né? É a mesma bobagem de falar que eles só conversam sobre futebol, mulher e cerveja.
Esses diálogos padronizados estão por toda parte. Filmes, novelas, propagandas. Todos batem sempre na mesma tecla e dividem mulheres e homens assim. Algo que foi falado e virou ... verdade. Mas todos nós sabemos que não é assim.
E sem essa que mulheres são mais fofoqueiras pois conheço homens que fofocam muito mais que minhas conhecidas. Seres humanos tendem a reclamar muito e reclamam também de atitudes dos outros. Portanto, fofoca não é "coisa de mulher".


Como vou saber que uma pessoa é racista sem que ela conte uma piada ou faça um comentário racista? O racismo no Brasil é velado, mas é fácil perceber. Quando temos revistas onde modelos são brancas, onde propagandas são feitas com pessoas brancas, onde vendem produtos para alisar o cabelo "ruim", onde nas novelas pessoas negras fazem papéis de empregados percebemos o racismo. E isso logo num país onde existe uma miscigenação e onde a grande maioria são negros.
Essa frase já ouvi muitas vezes. Por que será que nunca ouvi "Ela é branca, mas é bonita"?


Parece que nenhuma mulher é realmente feliz se não casar e se não tiver ao lado um homem. E parece que nenhum homem realmente quer casar. Parece que ele é forçado a abandonar todas as mulheres do mundo (como se realmente ele conhecesse todas) e se juntar com uma mocreia.
E essa pergunta não é feita apenas para jovens que estão namorando. Tem um programa na Band chamado Mulheres Ricas e uma delas é uma empresária que tem um patrimônio avaliado em 250 milhões de reais. Só que ela é solteira, e mesmo viajando, comendo nos melhores lugares e estando cercada de amigos, vivem cobrando dela um marido.
Falam isso como se fosse impossível ser feliz sem estar em um relacionamento. E quando a mulher esta em um é chamada de interesseira. Vai entender esse machismo nosso de cada dia.

Bom, existem tantas outras imagens reflexivas e inteligentes que se eu fosse colocar tomaria conta do blog! O link da página está aqui e eu espero que vocês curtam e questionem tudo o que é imposto.

12 comentários:

  1. Eu não sou feminista, mas sigo essa pagina porque acho certas postagens legais e interessantes

    http://juliana-evelyn.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antes de dizer que não é feminista faça o teste abaixo.

      Você concorda que:

      Mulheres devem receber o mesmo valor que homens para realizar o mesmo trabalho?

      Mulheres devem ter direito a votar e ser votadas?

      Mulheres devem ser as únicas responsáveis pela escolha de suas profissões, e que essa decisão não pode ser imposta pelo Estado, pela escola nem pela família?

      Mulheres devem receber a mesma educação escolar que os homens?

      Cuidar dos filhos deve ser uma obrigação de ambos o pai e a mãe?

      Mulheres devem ter autonomia para gerir seus próprios bens?

      Mulheres devem escolher se, e quando, se tornarão mães?

      Mulheres não devem sofrer violência física ou psicológica por se recusar a fazer sexo ou por desobedecer o pai ou marido?

      Tarefas domésticas são de responsabilidade dos moradores da casa, sejam eles homens ou mulheres?

      Mulheres não podem ser espancadas ou mortas por não quererem continuar em um relacionamento afetivo?

      Se marcou sim em todas ou quase todas… Sinto afirmar mas… Você é feminista!

      Veja o resto do teste aqui: papodehomem.com.br/feminismo

      Excluir
  2. Muito interessante isso. E homens falam muito sim, entre eles, não é???
    Adoreiii

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. E não tem nada demais em falarem, desde que não julguem nós por fazermos o mesmo, né?
      Beijos

      Excluir
  3. Que legal eu não conhecia. concordo com tudo, principalmente não guento quando dizem é negra mais é bonita e chorar é coisa de mulherzinha. E outra homens fofocam ta? Falam mal, tem mt homem mais recalque que as mulheres. kkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O ser humano fala mesmo. Mas nós mulheres temos que nos unir mais, pois até essa "guerra feminina" nos prejudica e foi inventada para nos controlar.

      Excluir
  4. Aiii adorei sua dica. Vou conferir esse página. Realmente o machismo no nosso país ainda é forte,mas juntos podemos reverter essa situação. Adorei suas observações pessoais sobre cada item.
    Beijos!
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veja mesmo, é super interessante e inteligente.
      Obrigada pelo reconhecimento.
      Beijos.

      Excluir
  5. A maioria relaciona a cor do cabelo com a inteligencia.
    kkkkk
    Mas muda dessas ai são verdade né.
    bjos.
    http://as-coisas-mais-doces.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem que rir mesmo dessas pessoas que relacionam cor do cabelo com inteligencia! hehehehe
      O que são verdade dessas coisas? Não entendi!
      Beijos.

      Excluir

Deixe abaixo de seu comentário o endereço do seu blog para que eu possa retribuir a visita :D